Game of Thrones: Pedra do Dragão, o castelo de Daenerys

Na estreia da 7ª temporada de Game of Thrones, vimos Daenerys (Emilia Clarke) chegando a Westeros, após uma longa jornada para criar um exército e consolidar seu poder. Porém ela ainda não chegou ao continente – em vez disso, ela chegou em um lugar que faz parte da história de sua família: Pedra do Dragão.

Imagem relacionada

Pedra do Dragão era a casa ancestral dos Targaryen há centenas de anos. É uma ilha vulcânica na foz da Baía da Água Negra, criada por um vulcão ativo chamado Monte Dragão. O castelo de Pedra do Dragão é uma pequena fortaleza localizada na face do vulcão. Fora de suas muralhas, há uma pequena vila de pescadores na costa tempestuosa.

A ilha é onde a família Targaryen se estabeleceu após deixarem Valyria, no continente de Essos, depois sua queda, que ficou conhecida como A Perdição de Valyria, e que deixou os Targaryens com os últimos dragões sobreviventes no mundo. Com isso a casa do Dragão de Três Cabeças com seus dragões, conquistaram e uniram os Sete Reinos de Westeros. O rei Aegon, mais tarde, fundou a capital do reino no lugar onde o exército dele chegou ao continente – Porto Real.

Mas a casa ancestral dos Targareyn sempre foi Pedra de Dragão, e é aí que a pequena Daenerys e Viserys Targaryen estavam vivendo quando a rebelião de Robert Baratheon varreu Westeros e seu pai, o rei louco Aerys Targaryen e o irmão Rhaegar foram mortos.

Resultado de imagem para game of thrones se07ep01+daenerys+dragonstone

Depois que Robert se tornou rei, a família Baratheon assumiu Pedra do Dragão e o castelo foi habitado por Stannis Baratheon (Stephen Dillane) e sua família. Ele continuou a viver lá na Guerra dos Cinco Reis, usando o local como sua base de operações durante grande parte da guerra. Stannis foi derrotado em Winterfell pelo exército de Bolton e morreu logo depois, deixando Pedra do Dragão vago.

Além de sua longa história com os Targaryen e os Baratheon, há um outro elemento que torna Pedra do Dragão um local muito importante para a série. Sam Tarly descobriu no episódio de estréia da sétima temporada que a ilha vulcânica contém grandes quantidades de Vidro de Dragão, também conhecido como obsidiana – uma das duas únicas substâncias conhecidas por serem capazes de matar os Caminhantes Brancos

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE OS CAMINHANTES BRANCOS

Como os Caminhantes Brancos ameaçando e Daenerys se preparando para retomar o Trono de Ferro, tudo  leva a crer que Pedra do Dragão será um lugar de grande importância na 7ª temporada. Vamos aguardar e descobrir!

Quais suas teorias sobre Pedra do Dragão? Deixe seu comentário e acompanhe o site Feededigno nas redes sociais para mais novidades:

Facebook – Twitter – Instagram – Pinterest

A Bela e a Fera: A evolução do clássico da Disney

Depois da estreia do tão esperado filme da Disney, A Bela e a Fera em live-action, estrelado por Emma Watson (Bela), Dan Stevens (Fera), Luke Evans (Gaston), Josh Gad (Lefou) e Sir Ian McKellen (Horloge) não poderíamos deixar de homenagear esse lindo clássico mundial.

La Belle et la Bête, um conto de fadas francês, teve a primeira versão publicada por Gabrielle-Suzanne Barbot, Dama de Villeneuve, em 1740.

A versão mais conhecida foi um resumo de sua obra, publicado em 1756 por Madame Jeanne-Marie LePrince de Beaumont, no Magasin des Petites Enfants. E sua versão em inglês surgiu no ano seguinte, 1757.

No ano de 1946, foi lançado o primeiro filme inspirado no conto, escrito pelo cineasta francês Jean Cocteau. Um filme bem humorado estrelado por Josette Day e Jean Marais.

E no ano de 1952, tivemos um desenho animado soviético chamado A Flor Vermelha que foi baseado em um versão do conto escrita por Sergei Aksakov.

Já no ano de 1962, foi lançada a primeira adaptação live-action em inglês, com Joyce Taylor e Mark Damon traz a Fera como um príncipe transformado em lobisomem. 

Em 1987, surgiu o primeiro musical inspirado em “A Bela e a Fera”, com o mesmo nome e filmado em Israel.

Em 1987, foi lançada uma série de TV, que contava a história de Linda Hamilton  uma advogada de Manhattan cuja vida foi transformada quando uma Fera chamada Vincent (Ron Perlman) a resgata de um ataque. O programa ficou no ar por três temporadas. (CURIOSIDADE: George R. R. Martin, de Game Of Thrones trabalhou como escritor na série.)

Em 1991, foi lançado o clássico filme da Disney! Neste o castelo da Fera fora encantado por uma fada disfarçada que no passado oferecera uma rosa a um príncipe soberbo, que recusando-a, fora transformado em fera. Os criados do príncipe foram transformados em objetos domésticos (LINDOS!) e ele tem um prazo para se casar com uma mulher que aceite seu amor até que a última pétala de uma rosa caia.

//giphy.com/embed/10iuzA464T5OF2

Em 2011, o filme Beastly trouxe uma versão moderna do conto. Onde Kyle é um jovem com um rosto desfigurado graças a uma antiga colega de escola que no passado fora humilhada por ele.

No mesmo ano, uma nova adaptação da história foi ao ar na série Once Upon a Time.

Em 2012, estreou a série Beauty and The Beast na rede de TV americana CW. A série ficou no ar por quatro temporadas e era estrelada por  Kristin Kreuk e Jay Ryan.

Em 2014, foi lançado o filme francês La Belle et la Béte estrelado por  Léa Seydoux e Vincent Cassel. Aqui a trama é um pouco diferente, a maldição da fera foi lançada por um deus da floresta, que o condenou a viver como monstro até que encontrasse alguém que o amasse.

E em 2017…

 

E aí, galera? Vocês já conheciam todos esses filmes e séries? Conte aí nos comentários! Vou adorar saber!

Esse post foi feito originalmente para o site Feededigno! Confira o original aqui!

This Is Us (2016-)

This Is Us é uma série transmitida pela rede de TV americana NBC, que estreou em 2016. Está fazendo muito sucesso e, com menos de 1 ano, já faturou alguns prêmios – como o de Melhor Série de Drama, no People’s Choice Awards.

Como era de se esperar, a curiosidade surgiu com força e comecei a assistir a série. E não é que foi uma surpresa excelente?!

O que me surpreendeu de cara foi o elenco. Eu sou fã do Milo Ventimiglia desde que ele era o Peter Petrelli de Heroes, e que adolescente nunca assistiu Um Amor Para Recordar com a Mandy Moore? Difícil, né! Além de tudo, temos o Justin Hartley que fez o Oliver Queen em Smallville

O primeiro episódio se inicia com a seguinte legenda: “Segundo a Wikipedia, o ser humano compartilha seu aniversário com mais de 18 milhões de outros seres humanos. Não há evidências de que compartilhar o mesmo aniversário crie qualquer tipo de ligação comportamental entre essas pessoas. Se houver, a Wikipedia ainda não descobriu para nós. ” E começa a contar a história de um casal e seus trigêmeos.

Essa passagem faz total sentido logo na cena seguinte. Pois o episódio piloto se passa no aniversário de Jack Pearson (Milo Ventimiglia) e de seus três filhos – Randall, Kevin e Kate. Os três fazem aniversário no mesmo dia que o pai. 

O episódio também mostra que a gravidez de trigêmeos de Rebecca Pearson (Mandy Moore) foi muito difícil e ela acabou tendo algumas complicações durante o parto. 

A narrativa da série é feita de uma forma diferente, as vidas de Rebecca, Jack e seus três filhos são apresentadas em momentos distintos. As histórias de Rebecca e Jack geralmente ocorrem durante a fase inicial do casamento, em torno do nascimento dos três filhos, ou em diferentes fases da educação deles.

Histórias separadas sobre Kevin, Kate e Randall também são apresentadas na idade atual deles, cada um com a sua própria bagagem resultante dessa educação: Kevin, que era negligenciado porque não tinha problemas aparentes; Kate, que sempre teve problemas de peso; E Randall, super dotado, criança adotada e que sofria bullying.

This Is Us é uma série tocante, cheia de reviravoltas e que mostra que, assim como na vida real, muitos problemas surgem, mas no final tudo da certo – na medida do possível!

A graça da série são essas reviravoltas e qualquer resenha que dê muitos detalhes do enredo iria atrapalhar a experiência de assistir! 

Este post foi escrito para o site Feededigno! Confira o post original aqui

E aí, vocês já assistiram a série? Escrevam abaixo o que vocês acharam do post! 

Review: Gel-Creme Hidratante Facial – Korres

Oi gente!

Há algum tempo estou a procura de um bom creme hidratante para pele oleosa. (Inclusive já fiz resenha de outro hidratante aqui no blog!)

E enfim encontrei! E o meu escolhido foi o Gel-Creme Hidratante Facial Granada Pomegranate, da Korres.

GEL CREMA HIDRATANTE FACIAL KORRES Bruna Mels 1

O que o produto promete? 

De textura leve e fresca, o Gel-Creme Hidratante é ideal para peles mistas e oleosas. Formulado com extrato de Romã (Pomegranate, em inglês), que ajuda a reduzir a aparência dos poros abertos, equilibra a oleosidade, deixa a pele hidratada por mais tempo e adia as rugas.

A Romã é uma fruta completa: além de seu extrato rico em taninos, que ajudam a controlar a oleosidade, contém um mix poderoso de vitaminas e minerais que combatem os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce. Resultado? Pele com poros menos aparentes e um efeito matte.

GEL CREMA HIDRATANTE FACIAL KORRES Bruna Mels 2

O que achei? 

O produto cumpre a missão de hidratar a pele mista/oleosa sem deixá-la colando, sabe!? Eu estava procurando um hidratante assim há tempos!

A minha pele é mista e se adaptou super bem. Uso de manhã depois de lavar o rosto com meu sabonete Actine.

Quanto ao preço, paguei R$ 69,90 na Riachuelo. Não é um hidratante barato, mas é um produto que rende demais! Então vale a pena investir! 🙂

E aí, meninas? Gostaram da resenha? Tem algum hidratante para a pele oleosa que vocês indicam!? Deixem nos comentários, vou amar saber!

Marca lança linha de batons inspirada em Game of Thrones

Na última semana a marca de cosméticos Storybook Cosmetics, fez o anúncio da sua nova linha de batons no Instagram. A grande novidade é que eles serão inspirados na série Game Of Thrones!

A marca é conhecida por lançar coleções inspiradas em séries e filmes, além de não testar seus produtos em animais! Uhuuuu! 🙂

A nova coleção sairá ainda esse ano e promete conquistar muita gente! As embalagens são lindas, inspiradas na pele dos dragões. Confira a postagem abaixo.

O produto ainda não é licenciado pela série.

E aí? O que vocês acharam? Conte aqui embaixo nos comentários!

 

007: Contra SPECTRE (2015)

Oi gente!

Assisti (novamente) ao filme 007: Contra Spectre no último final de semana e resolvi falar um pouquinho dele para vocês!

spectre-poster

Sinopse:

“Uma mensagem enigmática do passado leva James Bond à uma missão secreta para a Cidade do México e, eventualmente, para Roma, onde ele conhece Lucia Sciarra (Monica Belluci), a bela e proibida viúva de um infame criminoso. Bond infiltra uma reunião secreta e descobre a existência da sinistra organização conhecida como SPECTRE.

Enquanto isso, em Londres, Max Denbigh (Andrew Scott), o novo chefe do Centro para a Segurança Nacional, questiona as ações de Bond e desafia a relevância do MI6, liderado por M (Ralph Fiennes). Bond secretamente recruta Moneypenny (Naomie Harris) e Q (Ben Whishaw) para ajudá-lo a contatar Madeleine Swann (Léa Seydoux), a filha de seu antigo inimigo Mr. White (Jesper Christensen), que pode ter uma pista para desembaraçar a teia de SPECTRE.

007-spectre-brunamels

Comentários:

Como todos os filmes do nosso querido agente secreto, 007: Contra Spectre é cheio de cenas de ação exageradas. Se ele não fizesse coisas incríveis não seria James Bond, não é mesmo?!

Trata-se de uma sequência do último filme do agente secreto (007: Operação Skyfall – 2012 – já faz tantos anos e ainda não superei aquela música da Adele), e mostra James Bond tentando desvendar os mistérios que ficaram no ar.

james-bond-spectre

 

Os efeitos visuais, apesar de exagerados, são muito bonitos e bem executados, e tem como pano de fundo a Cidade do México e algumas cidades da Europa, dentre elas Roma, como foi citado anteriormente.

O elenco do filme é excelente e conta com Léa SeydouxChristoph WaltzJesper Christensen, nosso amado/odiado Daniel Craig – é claro!, dentre outros.

É um filme bom e para quem ainda não viu, vale a pena assistir! 🙂

Eu sou fã da franquia 007 e raramente perco um filme do agente “double o seven“, se você também é fã, deixe aqui abaixo um comentário e vamos conversar sobre o assunto! PROCURO FÃS DE 007 PARA AMIZADE SINCERA!

searchgif

Trailer:

E aí, vocês já viram 007: Contra Spectre? Gostam desse tipo de filme? Conta aí nos comentários e não deixe de me acompanhar nas redes sociais!

Instagram TwitterFacebookPinterest 

Até a próxima!

Esse post foi escrito para o site Feededigno

REVIEW: Trio Contour Iluminador e Bronzer da Sephora

Oi gente!

Hoje vou falar do Trio Contour Iluminador e Bronzer (Microsmooth Baked Sculpting Trio), da Sephora. Um produto que tem esse nome difícil mas que não é nada mais que um trio que contém um blush, um iluminador e um pó para contorno.

Sephora Microsmooth trio 001

A cor que eu testei foi a 2 Sassy  – Medium. Ainda há duas opções de cores: a 1 Sweet – Light e a 4 Universal Matte – Sofisticated, porém não achei na loja que fui e no site da Sephora estas cores estão indisponíveis.

Sephora Microsmooth Trio 006

Descrição do produto no site da marca:

“Um pó exclusivo que é composto por três pós incríveis e indispensáveis para a criação do seu look perfeito: um bronzer para sombrear e definir os contornos faciais, um marcador para iluminar e um blush para um brilho saudável.
Só na Sephora este 3 em 1 possui uma fórmula ultra-leve com pigmentos especiais para misturar sem esforço, melhorando o tom da pele e dando uma aparência impecável. Use todos os três tons para criar um look incrível e radiante durante todo o dia.”

Sephora MicroSmooth Trio 002

O que achei do produto?

Trata-se de um produto bem versátil que pode ser usado tanto nas suas funções básicas (blush, iluminador e contorno), ou também como uma mini paleta de sombras.

Gosto muito de produtos assim, pois fica mais fácil para carregar na bolsa. Tendo várias funções em um só!

A embalagem é simples e bonita; Fácil de abrir e fechar.

Sephora Microsmooth Trio 004

A pigmentação do trio é excelente! O tom do iluminador é lindo e deu super certo na minha pele.

Não gostei muito do tom do blush, achei muito rosado. Mas misturando as cores, é possível deixar o blush em um tom mais bonito e usável.

Preço: R$ 139,00 – não é um preço alto, já que é um produto 3 em 1 e que tem uma qualidade ótima.

Sephora Microsmooth trio 005

E aí, gente? O que acharam do review?

Vocês gostam dos produtos da Sephora? Já testaram esse trio também? Deixe seu comentário, vou adorar conversar! 🙂

 

Não deixem de me seguir nas redes sociais!

FacebookInstagramPinterestTwitter